Assistência Social

Prefeitura de Guimarães cumpre metas e faz expansão do Programa Criança Feliz

Foi realizada no dia 21 de fevereiro, no auditório da Colônia de Pescadores, a ação de acolhida das novas famílias contempladas pela expansão de metas do Programa Criança Feliz.

Segundo explicou a Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Comunitário Fernanda Cardoso, em janeiro 2017 a então prefeita Margarete Ribeiro assinou o termo de adesão do município de Guimarães ao Programa Criança Feliz. Tendo como critério o nosso porte populacional, havia a meta de 100 crianças ou gestantes acompanhadas pelo Programa Criança Feliz.

Durante esses dois anos os municípios que conseguiram atingir suas metas foram contempladas com a expansão do Programa, e Guimarães foi um dos municípios contemplados. Nesse caso, serão mais cem  crianças ou gestantes acompanhadas, totalizando duzentas metas a partir de agora.

O aumento das metas era condicionado em expandir por um valor igual ou aquele que se achasse interessante:  “estamos agora com 200 metas, com sete visitadores, e isso distribuídos por todo o território do município de Guimarães,  em todos os setores do município, sendo que sede e Cumã concentram  a maior parte das metas”, explicou Fernanda Cardoso, destacando também que a ação da acolhida realizada no dia 21, foi o de dar boas vindas às famílias que entraram agora no programa, explicando o que era, para que serve, apresentando a equipe do programa e fazendo esse momento de inicio de trabalho.

O Programa Criança Feliz tem como objetivo promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e acompanhamento integral na primeira infância, com a realização de visitas periódicas a famílias que são beneficiadas pelo Bolsa Família e que possuem bebês ou crianças de até três anos de idade, orientando os pais sobre a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos, principalmente, nos primeiros mil dias de vida.

Pesquisas científicas comprovam que o cuidado da criança, na primeira infância, de zero a três anos, é essencial e fundamental para o seu futuro desenvolvimento. Quando uma mãe passa por um bom pré-natal e seu bebê nasce com todos os cuidados médicos. Quando a criança é acompanhada nutricionalmente, psicologicamente, acaba desenvolvendo o processo psicomotor e desenvolve seu cérebro com uma velocidade muito maior do que uma que não passa por estes cuidados. Também já está demonstrado cientificamente, que estas crianças terão sucesso escolar. Elas serão cidadãs diferenciadas, competentes e autônomas.

A expansão de metas para Guimarães está fundamentada na resolução do Conselho Nacional de Assistência Social nº 07, de 22 de maio de 2017, que estabeleceu, em seu artigo 8º, que os municípios e o Distrito Federal que alcançarem 90% da meta pactuada poderão aditivar o termo de aceite, com o objetivo de aumentar a meta de atendimento no âmbito do Programa Criança Feliz/Primeira Infância no SUAS.

Desta forma, a Portaria SNPDH nº 17, de 22 de agosto de 2018, estabeleceu as condições gerais e procedeu a abertura do prazo para permitir que os municípios ou o Distrito Federal possam realizar a solicitação de aditar o termo de aceite do Programa.

Assim, os municípios que tenham alcançado 90% da meta pactuada, nos últimos três meses, poderão solicitar sua ampliação até o limite máximo de 100% da meta ofertada, que foi o caso de Guimarães.

 

Mais em Assistência Social


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!